Segunda-feira, 31 de Agosto de 2009
 

Franco Frattini, Ministro dos Negócios Estrangeiros de Itália [ Israel 2008, com um Kippah Haredi ]

 

Franco Frattini está a fazer pressão para que na reunião, que vai acontecer no próximo fim de semana, dos Chanceleres da UE, saia uma declaração conjunta que condene firmemente o anti-semitismo, e medidas de actuação contra qualquer sinal deste no continente europeu.

Itália como principal parceiro de Israel, na Europa, já conseguiu separar o progresso no processo de paz com a implementação do acordo da União Europeia com Israel. Agora vai fazer pressão para que uma suspeita jornalística, lançada por um jornal sueco, se transforme num assunto de estado da União Europeia.

Esta fantochada, que vai envolver Portugal, movida pelas crenças de Franco Frattini, vai acontecer no Conselho de Ministros, que está agendada para discutir a situação do Médio-Oriente. Uma boa manobra de distração para a questão da expansão dos colonatos judaicos, na Cisjordânia, já ter sido chutada para canto, por Obama, para a implementação do processo de paz.

Uma boa pergunta, nesta reunião, a Franco Frattini (na foto acima) seria -convidou Liebermen, aquando a sua visita a Itália no périplo europeu, a visitar uma Igreja?

link externo Haaretz  2009.08.31 / Following inflammatory article, Sweden to demand EU condemn anti-Semitism
link externo The Jerusalem Post  2009.08.31 / Bildt: No plan to condemn anti-Semitism
link externo ynetnews  2009.09.01 / Iranian reporter: Swedish article on IDF organ harvesting 'credible'



ADzivo às 14:10 | link do post | comentar

Domingo, 30 de Agosto de 2009


Mairead Corrigan, aka Máiread Maguire -Nobel da Paz de 1976- link externo Wikipedia, está a ter problemas com os funcionários da Homeland Security Department, da fronteira dos EUA, estranhamente desde que a Administração Obama tomou posse.

Ninguém acredita que todos eles tenham uma fotografia de MM pregada no seu computador portanto, alguém teve o cuidado de alterar o seu status para que um elemento da HSD, sarcasticamente, lhe tenha dito para se ir acostumando às detenções porque elas irão acontecer sempre que ela entrar nos EUA. O que já aconteceu duas vezes nos últimos três meses!!..

Não acho que seja um problema, de MM, com a capecitabina link externo Estadao, ou do Princípio de Peter link externo Wikipedia a aplicar-se aos funcionários da HSD, mas antes a própria HSD a mostrar serviço aos primos de Israel.

MM é católica, e para além do Nobel da Paz também foi galardoada, em 1990, com o Pacem in Tetris Award link externo Wikipedia.


Conta com uma longa história de actos não violentos contra a guerra e contra as armas nucleares, e ficou na mira dos israelitas quando, em 2004 se deslocou a Israel para dar apoio a Mordechai Vanunu link externo Wikipedia aquando da sua pseudo-libertação.

MM sempre criticou a forma como os israelitas tratam os palestinianos. Em 20 de Abril de 2007, enquanto participava num protesto pacífico, em Bil'in, contra a construção, pelos israelitas, de um muro étnico, foi 'agraciada' por um soldado de Israel com um balázio de borracha Nobel Peace Prize Winner SHOT BY ISRAELI ARMY in Palestine Nobel Peace Prize Winner SHOT BY ISRAELI ARMY in Palestine.

Mais recentemente, 30 de Junho de 2009, foi levada sob custódia pelos militares israelitas em conjunto com 20 activistas, onde se incluia a ex-Congressista americana Cynthia McKinney link externo Wikipedia, por estar a bordo do Spirity of Humanity que transportava ajuda humanitária para Gaza link externo Democracy Now!. CM já tinha feito uma tentativa, em 30 de Dezembro de 2008 com o Dignity, que foi abalroado em águas internacionais por um barco patrulha da marinha de guerra israelita. Foram ambas deportadas a 7 de Julho.

link externo Huffington Post  2009.08.24 / Could U.S. Officials Please Treat a Nobel Peace Laureate with Respect?
link externo Friends of Freedom and Justice - Bilin  2009.08.29 / Night raid Bil'in



ADzivo às 10:29 | link do post | comentar

Sábado, 29 de Agosto de 2009

 


link externo Causa Nossa  2009.08.23
        O Descaramento


Ana Gomes transcreve excertos com que discorda num editorial do Avante, assinado pelo seu chefe de redacção.

Transpira que tanto o PS como o PCP podem tirar o cavalinho da chuva, porque se ela ganhar o desafio autárquico alianças com o PCP nem que a vaca tussa!!..

Sempre achei que esta diplomata tinha mais tomates que a generalidade do compadrio político português.
             _____________


link externo Haaretz 2009.08.28
        Why Lieberman took on Sweden


Lieberman ao acusar o governo sueco, alegando anti-semitismo e comparando-o ao governo que na II Guerra Mundial ignorou o Holocausto (imprecisão histórica=calúnia), empurrou os judeus suecos, que optaram por viver numa democracia, para uma armadilha e colocou-os, automaticamente, numa rota de colisão com a comunidade local. Um judeu jamais irá colocar-se contra Israel e outros judeus nunca!

Convém que os judeus não se esqueçam que muitos Europeus cristãos estão saturados, e a cagar-se para o epíteto de anti-semita, perante o que é comum ouvir-se em IsraHELL..."Fuck your fucking Jesus! We killed Him before and we will kill Him again”.

Defender os judeus espalhados pelo mundo não é apenas manter um refúgio seguro na hora de necessidade, ou organizar um transporte aéreo de emergência, quando a fome ou a guerra ameaçam. Significa diplomacia delicada, não esquecendo que as acções de Israel podem ter sérias repercussões para os judeus noutros países, quer os seus governos tenham ou não apoiado Israel.
             _____________

 

TIMOR: Justiça em rota de colisão com os interesses?

 


link externo ABC-Radio Australia News 2009.08.28
        Ramos-Horta rejects calls for war crime probe

link externo East Timor Law and Justice Bulletin 2009.08.29
        East Timor's lost opportunity

link externo East Timor Law and Justice Bulletin 2009.08.29
        East Timor: Solidarity Activists Press for Justice

link externo Irish Times 2009.08.28
        Timor Leste accused of forsaking justice for sake of reconciliation

link externo Emirates Business 24|7 2009.08.23 / Victims of East Timor atrocities still await justice

link externo BBC News 2009.08.27 / 'Still no justice' in East Timor



ADzivo às 07:15 | link do post | comentar

Quinta-feira, 27 de Agosto de 2009

Hoje vai haver entrada diferente... não se fala mal de ninguém, a não ser de mim!

Então isto foi assim... fruto da situação profissional em que me encontro, desempregado, recebi uma convocatória para uma sessão colectiva de orientação no CEP, na Rua de Peso da Régua. Como não disponho de GPS e desconheço a localização do dito, estava já resignado a ir por Fátima e depois logo se vê, quando me lembrei da reportagem do Geek da TV (do tal canal) acerca do street view, do Google Maps, em algumas cidades portugas.

Bai daí, fui ao GM e no retorno da pesquisa da rua constatei que após obter direcções de/para de carro, afinal não precisava de ir a Fátima para dar com a Rua de Peso da Régua... o GM dispõe de um verdadeiro GPS!!.. Kaburro, a necesidade aguça o engenho!

Inserido o daqui para ali, retornou uma dor de cabeça... se até ao Estádio do Dragão não havia problema, porque todos os caminhos vão dar ao Estádio do Dragão, entrar na bifurcação do Dragão e atinar com a saída certa, ia ser uma lotaria. Situação para aferir o street view. Que maravilha!!..

A pré-visualização do percurso no street view fez com que IRL fosse lá direitinho. Sem espinhas!!..

Street View é um excelente subproduto do Google Maps.

O seu a seu dono

Há uns anos, um amigo do alheio partiu o vidro da porta da minha viatura para roubar... nada! Grande pulha, custou-me um balúrdio a sua substituição. De tal forma que decidi nunca mais fechar a viatura. Fruto da decisão tenho algumas histórias, que vos conto a que acho mais interessante.

No tempo em que disfrutava do prazer de fumar, perto do local de trabalho um amigo vasculhou a viatura sem provocar qualquer dano, e como o anterior nem sequer tentou sacar o Radio/CD. No entanto deixou um maço de tabaco, que eu tinha deixado no lateral da porta do meu lado, vazio em frente do velocímetro. A partir daí deixei sempre esse maço com alguns cigarros, e de vez em quando... lá aparecia ele no velocímetro para eu recarregar.

Em consequência de um grave acidente, de mota, fui 'compelido' a deixar de fumar e só perto de onze meses depois é que fiquei operacional para conduzir, e voltar a trabalhar. Como já não fumava, não havia maços de tabaco ou restos dele assim como vestígios no cinzeiro. Tudo limpinho!

O amigo um dia voltou e não encontrou tabaco, deve ter achado estranho e abriu o cinzeiro e verificou que eu tinha deixado de fumar. Retirou a caixa do cinzeiro, colocou-a junto de velocímetro e... nunca mais voltou!

Profissionais

Tinha referido que a convocação era do CEP, não tinha referido é que se situava na área do Bairro do Cerco do Porto!!..

Como o portão da entrada estava encerrado (não sabia sequer que podia entrar com a viatura), e tinha um lugar quase em frente da portaria, deixei o carro aí estacionado. Depois de tratado o que era necessário tratar no CEP, com pessoas muito educadas e simpáticas, lá me vim embora. Assim que cheguei à viatura verifiquei que... o carro estava fechado!!

Azar da gaita, pouco mais de uma hora e já o cheiraram, realmente esta malta não se livra da fama que tem. O recibo do seguro tinha sido estrategicamente colocado para atestar a intromissão. Decidi ir ver o interior da mala, quando uma Gertrudes e uma Palmira de uma varanda, à semelhança dos velhotes dos Marretas no camarote, estridentemente diziam..."foram os polícias. Os gajos andaram aí à volta do carro e vasculharam-lhe o carro todo. Não lhe falta nada? Olhe que foram os gajos!

Estava justificado o recibo e o encerramneto da viatura. Lá voltei para casa, esquecendo-me de ligar o telemovel, que o havia desligado antes de entra no CEP. Chegado, alguns sorrisos acompanhados da pergunta: "então o que é que se passou com o carro?"

Hum?!?

É que a polícia ligou para cá a dizer que tinha encontrado o carro no Bairo do Cerco, ainda não estava na lista das viaturas roubadas porque certamente teria sido esta noite e provavelmente ainda não tinhamos dado conta. Disse-lhes que não, não tinha havido roubo mas eras tu que estavas lá para uma convocatória do CEP.

PSP: ahhhh, então é isso... é que nós vimos a viatura, e não a conhece-mos dali... sabe... aquela zona é problemática e depois demos com o carro ABERTO!

Pois o meu marido deixa sempre o carro aberto

PSP: COMO?!?

É, desde que partiram o vidro para não roubar nada, o meu marido deixou de fechar o carro

PSP: mas ó minha senhora, naquela zona?!? Diga então ao marido que sempre que for para ali que o feche ou corre o risco de quando lá chegar ter o lugar. Não fecha o carro... boa. Desculpe o sebressalto, tenha um bom dia.

Rápidos e eficientes. Ainda dizem mal da nossa polícia.



ADzivo às 00:36 | link do post | comentar

Terça-feira, 25 de Agosto de 2009


Necrópsia

Cara Mãe Palestina,

A IDF (Forças de Defesa de Israel) comunica-lhe que a morte do seu espécimen, foi provocada por uma bala proveniente da arma de um soldado das nossas forças, mas sem desrespeito do Protocolo II de emenda à quarta Convenção de Genebra.

Embora Israel não tenha ratificado o protocolo, os soldados voluntários da IDF honram-se de respeitar todas as convenções, estabelecidas pela comunidade internacional, relativa aos Direitos Humanos.

Neste contexto, foi efectuado a necrópsia cujo resultado estamos-lhe a comunicar. Mais se informa que os órgãos retirados, foram-no para evitar sujeitá-la ao incómodo de cheiros.

assinatura ilegível
     (Dr. Cohen, John Doe)

 

Há fumo sem fogo?

 

Altos cargos e porta-vozes israelitas já ultrapassaram a fasquia da reclamação, junto do governo sueco, contra o periódico sueco Aftonbladet, por este ter publicado uma reportagem link externo TLAXCALA em que é lançada a suspeita de que o exército de ocupação israelita (IDF) retira órgãos de palestinos mortos, para transplantes em pacientes judeus.

Donald Boström link externo Wikipedia sabia que as suspeitas que relatava eram graves, mas certamente estaria longe de pensar que o seu artigo, na última página num dos mais populares jornais suecos, iria provocar uma troca de galhardetes, sem precedentes, entre as diplomacias suecas e israelitas, para além das ameaças de morte que já recebeu.

foto: Donald Boström
O artigo não só lança a suspeita como mostra uma fotografia de uma vítima palestiniana, com uma larga costura desde o queixo ao abdómen.

A reportagem cita palavras da família de uma da vitimas que afirma "estarem a despojar os orgãos dos nossos filhos", e estabelece uma relação entre o tráfico ilegal de órgãos e o recente escândalo de corrupção , em New Jersey USA, em que estão implicados altos cargos (israelitas) e rabinos.

DB relata a existência de fortes suspeitas, entre os palestinianos, do tráfico de órgãos retirados aos seus jovens mortos pelos israelitas, e sugere que o Tribunal Internacional de Justiça de Haya deveria de ordenar uma investigação.

Testemunho: o exército de ocupação israelita matou um jovem palestino, num povoado da Cisjordânia, e depois retirou-lhe os orgãos. A vitima palestiniana foi identificada como Bilal Achmed Ghanan, de 19 anos. "Levaram-no num helicóptero militar e devolveram o corpo à família cinco dias depois. Quando a família preparava o corpo, para o funeral, reparou numa larga costura desde o queixo ao abdómen"

O anti-semitismo: Israel já nos habitou ao agitar dos fantoches de anti-semitismo, sempre que é questionada a actuação do seu exército, que exerce uma enorme influência política e legal em Israel, e que consegue resistir a investigações acerca das operações que leva a cabo na Cisjordânia, que violam de maneira flagrante o Direito Internacional, em especial o dos Direitos Humanos.

Precedentes: Em Janeiro de 2002 um ministro israelita admitiu tacitamente que órgãos retirados de corpos de vítimas palestinianas, podiam ter sido transplantados para pacientes judeus, sem conhecimento dos familiares das vítimas.

Nessim Dahan, ministro israelita, em resposta a Ahmed Teibi, membro árabe do Knesset [Parlamento de Israel], disse não poder negar com segurança que o exército tivesse retirado orgãos a crianças e jovens palestinos mortos, para transplantes ou para investigação científica. Crê-se que Ahmed Teibi tinha recebido provas credíveis que médicos israelitas do Instituto Forense L. Greenberg, em Abu Kabir, haviam extraído orgãos vitais como coração, rins e fígado aos corpos de jovens e crianças palestinianas mortas em Gaza e na Cisjordânia. Israel admitiu que os médicos do Instituto L. Greenberg, retiraram orgãos aos corpos de três jovens palestinianos, mortos pelo exército perto de Khan Younis. Dez dias depois os corpos foram devolvidos às suas famílias, porém haviam sido retirados os órgãos vitais e os olhos! Israel nunca levou a cabo uma investigação séria sobre este e outros incidentes relacionado com tráfico de órgãos, mesmo depois das suspeitas terem sido levantadas no Parlamento.

Numa entrevista à televisão, em 14 de Janeiro de 2002, o defunto dirigente palestino Yasser Arafat, perguntou, incomodado, porque se calava o mundo a este inqualificável comportamento dos israelitas, mostrando fotografias de corpos de crianças a quem haviam sido retirados orgãos.

Pouco publicitado, mas escandaloso, foi o roubo de orgãos a um escocês ocorrido em 1998. Alistair Sinclair morreu em circunstâncias misteriosas num calabouço do aeroporto Ben-Gurion, Tel Aviv. A família denunciou que ao corpo haviam sido retirados o coração e outros órgãos. As autoridades israelitas enviaram à mãe de Alistair, um coração e outros órgãos, que esta crê não terem pertencido ao seu filho.

Há fumo sem fogo? Porque é que quando questionado, o porta-voz militar israelita justificou-se que na década de 1990, as autópsias eram rotina para verificar se os palestinianos mortos em confrontos com soldados, o foram em acção e de acordo com as suas ordens e regras de engajamento. ?!?Ordens e regras de engajamento numa autópsia?!? Poupem-me!!..

Farpas

 

A exigência dos israelitas, para que o governo sueco condene oficialmente o referido artigo, é verdadeiramente absurda, pelo simples facto de que na Suécia, um dos poucos países com legislação contra o anti-semitismo, a liberdade de expressão é sagrada!!..

As habituais gaff e exageros verbais de Liebermen, já estilhaçaram e os suecos já retribuíram que Liebermen ainda pensa em moldes da União Soviética, onde ele nasceu (Moldávia), e que o exagero verbal, nas suas alegações acerca da recusa do governo sueco na condenação e do alegado silêncio durante o Holocausto, deverá de ser mais da ideologia racista de Yisrael Beiteinu, que ele partilha, do que a politica externa de Israel.

Entretanto os fervores 'anti' estão, sem qualquer estranheza e como habitual, mais localizados em Israel do que nos propalados anti-semitas. Numa petição online milhares de israelitas pretendem boicotar a cadeia de lojas de móveis sueca IKEA.

O MNE da Suécia, Carl Bildt, tem (tinha?) agendada uma visita a Israel para 10 de Setembro. Liebermen pondera se cancelar a visita, se permitir a visita mas não autorizar os funcionários israelitas a tratar de outro assunto que não seja o da condenação oficial do artigo. De qualquer forma as credenciais para imprensa sueca poder cobrir a visita, ao que parece, estão a ser recusadas.

Dado a Suécia estar a assumir a Presidência da UE, deveria de cancelar a visita a Israel. Como europeu dou-lhes o meu apoio, e vou já começar a fazer boicote a Israel. Não compro mais amendoins de lá!

             _____________

 

Estranhos de Passagem
tradução TLAXCALA de 'Våra söner plundras på sina organ' tradução TLAXCALA de 'Våra söner plundras på sina organ'  2009.08.20 | Donald Boström
        Our sons plundered for their organs

link externo Debka files  2009.09.03 | DEBKAfile Exclusive Analysis
        Israel and Sweden: An unnecessary diplomatic crisis

link externo Haaretz  2009.08.24 | Assaf Uni
        Israel gave IDF organ harvesting claims center stage

link externo Haaretz  2009.08.24 | Tom Segev
        Lieberman wrongly stirring scandal over Sweden article

link externo Haaretz  2009.08.23 | Adi Dovrat and Irit Rosenblumev
        Thousands of Israelis petition to boycott Sweden IKEA

link externo Haaretz  2009.08.23 | Adi Dovrat and Irit Rosenblumev
        Israel denounces Sweden's silence on IDF organ...

link externo The Internet Movie Database  2002 | Dirty Pretty Things

link externo Blockbuster  2004 | Estranhos de Passagem
             Um filme estranho e perturbante, de Stephen Frears, que se desenrola numa Londres invisível para os turistas, onde tudo se vende.

 




Domingo, 23 de Agosto de 2009

enlarge
Ao ler este artigo, lembrei-me de um episódio ocorrido no verão dos incêndios de há 2,3 ou 4 anos em que num intervalo de trabalho uma colega, por sinal esposa de um dos administradores, dizia que o problema dos fogos era as matas estarem por limpar, e que uma das soluções era porem os desempregados, que estavam em casa a ganhar o subsídio sem fazerem nenhum, a limparem-nas. Não estando de acordo questionei porque carga d'água trabalhadores que são lançados para o desemprego por culpa de má gestão, esbanjamento e descapitalização das empresas para proveito próprio dos administradores, é que são 'promovidos' a párias da sociadade? Obviamente tive um encolher de ombros e virar de costas como resposta.

2,3 ou 4 anos passaram desde esse episódio e neste verão, a empresa do marido lançou-os e a mais quase 50 pessoas para o desemprego, eu incluido. Não vivo com o mal de ninguém, mas quase que me apetece telefonar-lhe para, além de saber como estão a 'sobreviver', conforme já confidenciou a alguém, com 2.500€ mensais do Fundo de Desemprego, se não estarão dispostos a ir limpar umas matas por conta deste subsídio social de sobrevivência!!..

Vamos então à razão deste post...

O autor do artigo diz-se crescido e formado no Porto. Relata que há dias, ao sair na estação do metro do Marquês, zona com grande densidade de prostitutas, deu-lhe uma forte vontade de urinar e dirigiu-se a um sanitário ali existente...

...

Sem querer estar a repeti-lo, este senhor formado no Porto acha que deve caber aos desempregados estas pequenas tarefas(!) de limpeza deste espaços, para este senhor formado não sujar nem molhar os seus sapatos, nem se incomodar com o cheiro da urina dos outros, porque este senhor formado deve urinar água de colónia. Ainda segundo este senhor formado, tratar dos jardins e da recolha do lixo seria também tarefa para os desempregados.

Sr. (formado) Jósé Brites, j.eugenio.brites@gmail.com, sou do Porto e estou desempregado, e quanto às suas sugestões, aproveito o seu título de que "O Porto tem que oferecer qualidade", para lamentar o critério do Jornal de Notícias de publicar, na linguagam de um não formado mas do Porto, tamanha patetice!!..

Obviamente que a minha vontada era outra...



ADzivo às 22:59 | link do post | comentar

A crescente rivalidade entre a China e a India

 

A Índia e a China tem incrementado nos últimos meses a escalada na tensão fronteiriça, demarcada pela Linha de McMahon, nos Himalaias. De tal forma intensa, que na perspectiva Indiana é escandalosa. O agressivo patrulhamento das fronteiras pelas forças chinesas, incluindo incursões em território indiano tem forçado o exército indiano a reforçar a sua presença ao longo da fronteira de 3500 quilómetros, e estão a prejudicar gravemente os laços entre os gigantes asiáticos.

Representantes de ambos os governos estiveram, em Nova Deli na semana passada, numa inconclusiva 13ª ronda de conversações sobre a disputada fronteira. A reunião foi descrita como cordial, mas sem qualquer sinal de progresso.

A soberania Indiana sobre a província/estado de Arunachal Pradesh assenta na linha de demarcação estabelecida na Convenção de Simla -a Linha de McMahon- no tratado celebrado entre o Reino Unido e o Tibete, em 1914.

enlarge
A linha, que se estende ao longo dos cumes do Himalaia por 885 km, era a fronteira entre a Índia britânica e o Tibete, mas a China recusou-se a reconhecer e a ratificar todos os pontos do tratado, em especial a validade da fronteira traçada pela linha McMahon, argumentando de que o Tibete não era um Estado soberano na época em que a convenção foi celebrada. A partir de 1910, o governo britânico passou a tratar o Tibete como um estado independente.

Os mapas chineses consideram um território de cerca de 145 039 km² ao sul da linha como chinês, chamando-o de Tibete do Sul, enquanto que a Índia o considera parte de Arunachal Pradesh.

A China nunca deixou de reclamar a retrocessão do território, que já provocou a guerra sino-indiana, em 1962, caracterizada pelos combates a mais de 4.000 m de altitude.

A actual escalada de tensão já levou a India a deslocar duas divisões adicionais, com mais de 60.000 soldados no total, e dois esquadrões de caças SU-30 MK1, num total de 36 aviões.

Entretanto, três dias após a inconclusiva ronda de negociações, a China desencadeou os maiores exercícios tácticos da história do seu Exército Popular, "Stride-2009", embora com um número de soldados envolventes relativamente pequenos(!) -50.000 soldados-. Estes efectivos foram deslocados das suas bases, em comboios de alta-velocidade e em aviões civis, para manobras de dois meses de treino de fogo, no Tibete e em Xinjiang, numa mensagem clara para a India, que já foi surpreendiada, em 1962, pela capacidade de luta em terreno hostil longe das suas bases, do exército chinês.

O jogo do "meu é maior que o teu", está a levar a uma insentatez militar ao longo da fronteira do estado de Arunachal Pradesh, que inclui a porção reclamada pela China, onde se encontra a cidade de Tawang, berço do Dalai Lama. Coincidências!!..

 

Não pode haver dois sóis no céu

 


A Índia, reconhecida como tendo o menor poder dos dois, tenta manter relações cordiais promovendo o principio de que as duas nações asiáticas são irmãs. Os Chineses vêem a sua nação em ascenção e não sentem necessidade de compromisso, optando por jogar um jogo duro.

Em meados da década de 1970, começou a ajudar o Paquistão a construir a sua força nuclear por forma a manter a ameaça Paquistanesa com a arqui-rival Índia. Desde então, os chineses têm apoiado Islamabad da campanha de terror contra o Estado indiano.

No ataque a Mumbai (ex-Bombaim), o equipamento era de fabrico chinês, assim como quase todo os sofisticados equipamentos de comunicação utilizados pelos terroristas na India, especialmente em Caxemira, e é encaminhado através do exército paquistanês. A ISI - Direcção de Inter-Serviços de Inteligência, da China - dá formação pessoal aos terroristas paquistaneses, com o conhecimento de Pequim.

Num artigo publicado no site de estratégia China Internationl Strategy Net, gerido por Kang Lingyi (cyber-pirata que atacou sites do governo americano após o bombardeamento pelos EUA, em 1999, à embaixada chinesa em Belgrado), sob o pseudónimo ZhanLue (estratégia em chinês), é sugerido o apoio de Pequim, e com a ajuda de países amigos como o Paquistão, Bangladesh, Nepal e Butão, a movimentos separaristas de forma a 'promover' o colapso da India, para uma situação de 30 estados soberanos, um pouco semelhante ao velho sistema britânico de Maharajas regionais. A sugestão, que representa o pensamento dos estrategas chineses, conduziria a uma maior prosperidade chinesa na região e tem sido amplamente divulgada na China. O Governo indiano levou o artigo a sério e emitiu uma declaração dizendo que os dois países tinham acordado "para resolver questões pendentes, incluindo a questão da fronteira" num diálogo pacífico e de consultas, com a sensibilidade inerentes às preocupações mútuas.

Não admira que a India esteja a reavaliar as suas relações com Pequim. Qualquer dúvida que existisse na política externa indiana, relativamente à ameaça representada pela China, evaporaram-se recentemente. A India apresentou um número recorde de casos anti-dumping contra a China, na Organização Mundial do Comércio, e a China opôs-se a um programa de empréstimo do Banco Asiático de Desenvolvimento, a uma proposta indiana para um projecto de controlo de inundações, no estado indiano de Arunachal Pradesh, por considerar que abrange territótio chinês sob ocupação indiana.

Embora pouco provável que a previsão de que a China venha a atacar a India até 2012, se venha a concretizar, é esperada pela India duras acções dos chineses nos próximos anos. O reforço pela India da sua fronteira no Tibete demonstra prudência, para com aqueles que já são considerados, internamente, uma maior ameaça que o Paquistão.

A subtil cyber-propaganda chinesa ganhou pontos frente ao pacifismo indiano, quando na altura da ronda de conversações os mapas de satélite da Google, misteriosamente, mostravam os nomes de várias cidades de Arunachal Pradesh em mandarim, e não em Inglês ou Hindu, fazendo com a região parecesse parte integrante da China.

O desvio, pelos indianos, do espírito não-alinhado de Nehru, está a provocar algum nevorsismo nos chineses. A crescente parceria nuclear India-EUA é um enorme revés para os planos chineses de destabilizar Nova Deli. As democracias na Ásia ainda não estarão, formalmente, prontas para criar um 'arco da liberdade' para se defenderem, mas é notória a sua preocupação ante a crescente agressividasde e hostilidade de Pequim, e a India não quer ser um mero peão na contenda com a China.

 

Um fio-de-pérolas no Indico

 

Todos os dias, 40% da produção mundial de petróleo do Golfo Pérsico passa pelo Indico. Os mercados mundiais são abastecidos por mercadorias, das emergentes economias da China e da India, transportadas pelos seus canais de navegação. Esta realidade estratégica vai reformular o equilibrio de poder no Oceano Indico.

A crescente influência geopolitica chinesa, no sul da Ásia, é uma estratégia militar(?) para aumentar o acesso a portos e aeroportos. O fio-de-pérolas. A incerteza ocidental com esta estratégia reside em saber se ela está em conformidade com a declarada política de "desenvolvimentro pacífico" de Pequim, ou se de um plano para a primazia regional.


Uma base naval, um posto de escuta e a integração das Maldivas no seu sistema de guarda costeira, é mais uma tentativa da India em conter a crescente influência chinesa na região.

Embora não expressamente com o objectivo de uma base naval, mas que poderá ser utilizada para esse fim, a India desenvolveu um bom relacionamento com o Irão, e está a contribuir para a expansão do porto iraniano de Chabahar.

Ao abrigo dos acordos de parceria estratégica de segurança, a China adicionou algumas pérolas ao detalhe gráfico do seu "colar", que se estende a partir do seu porto em águas profundas de Hainan Island. Para além de diversas instalações portuárias situadas na costa da Birmânia e do Bangladesh, conta mais recentemente com Hambantota, no Sri Lanka, onde está a desenvolver uma base naval permanente, e com a base naval de Gwadar, localizada na província paquistanesa do Balochistan, para onde vai expandir a sua frota de submarinos nucleares.

A concessão para a base naval de Hambantota, no Sri Lanka é por contrapartida da ajuda militar ao Sri Lanka na sua luta contra os Tigres Tamil. A India era o antigo grande aliado do Sri Lanka, mas devido a pressões internas tinha suspendendido a sua ajuda militar.

O complexo de Gwadar, no Paquistão, foi inaugurado em Dezembro de 2008 e está totalmente operacional. Fornece um porto de mar profundo, armazéns, instalações industriais e terminais petrolíferos. Grande parte da assistência técnica, e 80% por cento dos fundos para a construção do porto, foram assegurados pala China, que de retorno obtém esta importante posição estratégica de acesso ao Golfo Pérsico: o porto, situa-se a apenas 180 milhas náuticas do Estreito de Hormuz, através do qual passa por via marítima o petróleo comercializado pelos países árabes. A ligação terrestre à China é feita pela estrada de Karakorum.

 

O puzzle das Marinhas

 

China e India são superpotências económicas emergentes rivais, e em paralelo com o seu crescimento económico cresce também a sua capacidede de projectar força no Oceano Indico.

A China tem a segunda maior marinha do mundo, mas muito aquém do poder da marinha dos EUA, e espara-se que venha a ser a maior economia nos próximos 20 anos, e nessa altura equivaler-se-á a ¼ da Marinha dos EUA. Mas a India não lhe fica atrás, com a terceira maior marinha, e umas das cinco maiores economias nos próximos 20 anos. Os gigantes asiáticos estão conscientes que o Oceano Indico é a chave para os seus interesses económicos e de estabilidade, e a possibilidade de um confronto naval nos próximos anos, é reduzida.

A super-potência do Indico, EUA, está firmemente aliada à India, mas a trabalhar na integração da China, em encontros multilaterais para a segurança no Oceano Indico. O Secretário da Defesa, Robert Gates, afirmou que, nos próximos anos, vê na India o parceiro e o garante de segurança no Oceano Indico... e além!!..

Gates não descarta nunca a possibilidade de cooperação, sempre que possivel, com a China. Os analistas acham que a segurança da região está dependente do engajamento dos EUA com a China e que os chineses, crentes na sua hegemonia e na sua rápida modernização militar, consideram-se a potência regional e, como tal, serão inflexiveis em matérias de segurança energética e de segurança regional.

Se a falta de entendimento entre os EUA e a China são grandes, entre a India e a China são dez vezes maior!!..


O Indico será um dos grandes desafios do século 21. A maior parte da população mulçumana do mundo, estendem-se ao longo da sua margem. Combina a centralidade do Islão, com a política global da energia e o mal-humorado relacionamento sino-indiano.

Os EUA e a China irão estar sujeitos a atritos na região, venham eles do crescimento da marinha do Japão, da pequena Singapura com quem partilham uma preocupação com a segurança da navegação, ou da cooperação da India com o Japão relativamente ao Estreito de Malaca.

Os dias de hegemonia americana no Indo-Pacífico estão contados. A tarefa da US Navy será, em breve, de cobertura às marinhas aliadas da India, no Indico e do Japão, no Pacífico Ocidental, de forma a definir limites à expansão chinesa. Mas terá que o fazer ao mesmo tempo que aproveita todas as oportunidades de incorporar a Marinha da China em alianças internacionais: o entendimento EUA-China no mar é nuclear para uma estabilização da política mundial no século 21.

             _____________


link externo Indian Defense Review  2009.08.04 / Unmasking China
link externo China Stakes  2009.07.17 / Illusion of "China's Attack on India Before 2012"
link externo The New York Times  2009.09.03 / China and India Dispute Enclave on Edge of Tibet

             _____________


link externo Revista Militar  2007.09.25 / Uma “Pérola” perto de um Mar de Petróleo: A Importância do Porto de Gwadar para a China



ADzivo às 20:35 | link do post | comentar

Domingo, 16 de Agosto de 2009

Enquanto a imprensa europeia e norte-americana continua em caixa com as causas da morte de Michael Jackson, a Kyodo News (Japão) Test-firing of new Scud missiles by N. Korea, Syria, Iran fails Test-firing of new Scud missiles by N. Korea, Syria, Iran fails noticiou os testes falhados com os lançamento de uma 'versão melhorada' pela Siria, Irão e NorK de SCUD link externo Wikipedia em território Sirio.

O fiasco, causado por uma avaria técnica no sistema de orientação dos mísseis que fez com que um deles 'escolhesse' para local de impacto um concorrido mercado sírio, localizado junto da fronteira Síria-Turca, causando a morte a 20 civis e ferimentos em 60. Os militares vedaram o acesso à zona, enquanto limpavam os vestígio do míssil na área, justificando a causa da explosão como tendo havido uma fuga de gás. O segundo terá tido como zona de impacto local próximo da fronteira com o Iraque.

Vá-se lá saber porquê, lembrei-me de um filme Deterrence (1999)


O Presidente do EUA (Kevin Pollack), em campanha eleitoral, é surpreendido por uma repentina tempestade de neve no Colorado, tendo que procurar abrigo, mais a sua comitiva, num restaurante á beira da estrada. Nessa altura o Presidente toma conhecimento que o Iraque invadiu o Kowait e abateu centenas de soldados norte-americanos.

Estabelecidas as comunicações e o posto de comando, O Presidente ameaça com ataque nuclear a Bagdad se o Iraque não retirar. O Iraque reage com o lançamente de misseis nucleares.

Entre a discussão dos serviços secretos em como o desenvolvimento das capacidade nuclear escapou ao seu controlo, vem-se a saber que os misseis tinham sido vendidos por uma potência ocidental. Só que, até à altura do seu lançamento, um segredo foi mantido ao mais alto nivel: os misséis estavam esterilizados e desorientados!

A venda tinha por objectivo a desmotivação no desenvolvimento do programa nuclear iraquiano porque ao adquirir as armas, tornava-se mais rápida e mais barata a sua capacidadse nuclear.

 

The Gun - A Guerra da Secreta

 

Os tempos modernos estão repletos de episódios resultados de erros de maus serviços de informação. Mas por vezes, nem mesmo serviços de informação excelentes conseguem mudar seja o que for. A inteligência israelita está a aprender essa lição da maneira mais difícil.

Conseguiu infiltrar-se na Síria, Irão, Líbano, no Hezbollah e no Hamas, e apesar de terem sido autorizadas operações altamente perigosas, baseado nas suas informações, a segurança de Israel permanece sinistra como sempre.

General Meir Dagan aka 'The Gun'
Em 2002, o então Primeiro-Ministro Ariel Sharon nomeou como Director da Mossad, o seu amigo e ex-subordinado, o General Meir "The Gun" Dagan.

Sharon conhecia-o desde o tempo em que Dagan chefiava uma unidade secreta de assassinatos, a Sayeret Rimon, que agia contra a Fatah na Faixa de Gaza durante os anos de 1970.

Sharon pediu-lhe "uma Mossad com uma faca entre os dentes", mas o que Dagan encontrou, foi uma organização desprovida de imaginação e receosa de riscos operacionais. Dagan transformou a Mossad, de cima para baixo e focou a organização no projecto nuclear do Irão, e nos seus laços com organizações jihadistas.

Colocou, então, uma enorme pressão sobre os seus subordinados para executarem tantas operações quanto possível. Paralelamente, estabeleceu laços com serviços de espionagem na Europa e no Médio Oriente, para além de alargar os que já existiam da longa relação de Israel com a CIA.

Os resultados foram tremendos. Durante os últimos anos, o projecto de enriquecimento de urânio do Irão foi adiado por uma série de aparentes acidentes: o desaparecimento de um cientista nuclear iraniano, a colisão de dois aviões que transportavam carga associada ao projecto, e dois laboratórios incendiados.

Em 2007, um misterioso acidente ocorreu em Al-Sair, na Síria, numa fábrica de mísseis a operar conjuntamente pelo Irão e Síria. A linha de produção - mísseis Scud - foi encerrada.

Ainda em 2007, Israel destruiu um reator nuclear construído pela Síria com o auxilio Coréia do Norte em Al Kibar, apesar dos esforços significativos da Síria para mantê-lo em segredo.  Com a autorização de 'indirectas' de altos oficiais israelitas, a CIA publicou imagens incriminatórios obtidas por Israel do local antes de ter sido bombardeada.  Estas fotos convenceram o mundo que os sírios estavam realmente a tentar fabricar uma bomba nuclear.

Em Fevereiro de 2008, o líder militar do Hezbollah, Imad MUGHNIYAH, foi assassinado em Damasco. Em Agosto o General Mohammed Suliman, ligação ao Hamas do Hezbollah, que participava no projeto nuclear sírio, foi assassinado.

Excelentes resultados, mas... mudaram a realidade?

link externo Haaretz  2009.08.29 / IAEA extends probe into alleged Syria reactor bombed by Israel




A Sopa de Blogs link externo sopa de blogs é um caldo, preparado pelos Chefes Executivos de Cozinha dos Blogs do Sapo, onde destacam e categorizam os blogs.

Em tempo de férias, os Chefes Executivos decidiram entregar a tarefa da receita diária aos Chefes de Cozinha Residentes, onde cada um irá aplicar as 'suas receitas', que serão publicadas no destaque do dia, dos Blogs do Sapo.

Coube, em 11 de Agosto link externo a sopa do Chefe Daniel, a tarefa ao Chefe Residente Daniel Marques link externo blog do Daniel, que incluiu o Bupkis nos seus destaques de Blogs. Pela opção, que levou de imediato o Bupkis a mais de um milhar de leitores, que de outra forma 99,99% nunca o viriam a conhecer, deixo aqui os meus agradecimentos.

Destaques e links

A vertente mais importante deste destaque, tem a ver com a satisfação pessoal para com o significado deste gesto. Ao reentrar na 'tribo dos blogs', fi-lo de uma forma natural, sem apitos nem olés. O ADzivo não irá mais fazer templates, nem o Bupkis terá essa marca d´água. Não ter reaproveitado o URL ou até mesmo reabrir o antigo blog, para o qual ainda existem, provavelmente, uma quantidade apreciavel de links, foi cremar o passado.

Um carinho especial para aqueles, que deram com o Bupkis, por nunca desistirem do meu retorno através dum espreitar regular do antigo blog. Correndo o risco da menção e de poder estar a ser ingrato com alguns: o aflores do Ailife Blog, a Dulce do Esquissos, a Magui do lightblue, ...

O Bupkis não linka publicamente Blogs da tribo, não por snobismo mas por opção. O tradicional sector de links acaba por ser um memo publico de locais de visita do autor, acabando invariavelmente por ser submetido a uma parceria. Por isso links só em referências nos posts.

O Bupkis vão continuar o seu caminho, i.e., sem agenda em low profile.

Daniel Marques - Blog pessoal com textos de opinião e fotografia

tags : ,


Sábado, 15 de Agosto de 2009

Streptopelia turtur

 
rôla-brava

A rola-brava (Streptopelia turtur) é uma espécie migradora que nidifica na Europa, e a sua população encontra-se em declínio, estimando-se que tenha decrescido em mais de 30%, em dez anos, o que levou a que esta espécie fosse incluída na Lista Vermelha das espécies em perigo de extinção. Hoje, 15 de Agosto, abriu a época de caça a esta espécie :(

Tradicionalmente é uma espécie de razia das caçadeiras em Portugal, estimando-se que sejam abatidas anualmente entre 20.000 e 50.000 specimens.

A espécie aparece em Marrocos entre Fevereiro e Março, e começam a chegar a Portugal em Abril. No entanto o grande fluxo migratório chega até nós em Maio.

No começo de Junho começam a apresentar um comportamento discreto, passando a maior parte do tempo no ninho ou nas suas redondezas limitando-se a procurar alimento e água de madrugada e ao entardecer.

A rola-brava escolhe como local de nidificação, zonas com bom coberto vegetal e pouca perturbação humana. O período de nidificação dura entre 130 a 145 dias. Em Setembro apenas se observam indivíduos jovens isolados, indicando que a maioria da população iniciou já a sua migração para Sul.

Em Portugal, as autoridades competentes não estão a tomar medidas de forma a evitar as consequências do excesso de caça e de limitações impostas durante a época venatória. A abertura da época de caça deveria de ser retardada em cerca de duas semanas (fim de Agosto), por forma a melhorar a sobrevivência das últimas crias, sendo que a caça às rôlas nos locais de reprodução e alimentação deveriam de ser proibida, e altamente penalizadora para os transgressores. Nas zonas sujeitas a regimes de caça ordenada, o número de caçadores deve ser reduzido para cerca de 1posto/(x)ha, com cálculo favorecido à espécie.

Em consequência da inércia das entidades competentes (por lobbie?), assistimos ao apelo desesperado do Núcleo Português de Estudo e Protecção da Vida Selvagem aos Caçadores para que, voluntáriamente, não cacem rolas-bravas, dado ainda estarem a criar, e o seu abatimento pode significar a destruição de uma ninhada.

Alguém acredita no respeito e bom senso dos caçadores, na hora de premir o gatilho?

 


revoltado

ADzivo às 14:57 | link do post | comentar

WIKIPÉDIA
A enciclopédia livre

The siege on the Gaza Strip
Gaza crisis: key maps and timelinerecords that do not lie
btselem
Fórum Palestinaend the SIEGE ON GAZA
Aung San Suu Kyi - The Nobel Peace Prize 1991
Campaigning for Human Rights and Democracy in Burma70.000 CHILD SOLDIERS! MORE THAN ANY COUNTRY IN THE WORLD.
The Plight of the Afghan Woman
Afghanistan OnlineNeither the US nor Jehadies and Taliban
Tibet will be free

Free Tibet OrgThe Tortured Truth
Saramago
Nortadas

... como é possível que um euro tenha valor diferente se dispendido no Porto, Gaia, Matosinhos ou Maia ou gasto em Lisboa, Almada ou Amadora?

Porto

documentários

FRONTLINE-documentários em inglêsRECOMENDADOEURONEWS-documentários em português / Não há luz no fundo do túnel para o Médio OrienteEURONEWS-documentários em português / Os colonatos ilegais na CisjordâniaEURONEWS-documentários em português / Ali Larijani: a dissuasão iranianaGod's Chariot Episode 1 Part 1God's Chariot Episode 1 Part 2God's Chariot Episode 2 Part 1God's Chariot Episode 2 Part 2

÷ tags ÷

threats










AMEAÇAS

ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS

LES MISC


÷ artigos recentes ÷

a Rua Luis Ferreira

Vita Marina 46(3-4)

Bulletin Zoologish Museum

Journal of Conchology 36(...

Journal of Conchology 36

Journal of Conchology 35

Argonauta 21(1)

Novapex 1(2)

Malacologia 35

Malacologia 34

Malacologia 29

Malacologia 27

Inside Britain's Israel L...

No Way Through

Bomba Suja

O Poder da Vírgula

O lado B do filme

Matar silenciosamente .II

Gestos e goleadas

Troca de mimos

Vidas dificeis

Merkava: a invencibilidad...

A declaração da independê...

Vai-te habituando à ideia...

Timor: os injustiçados

O céu a cair-lhes na cabe...

sr que se segue

We  have  lift-...

Operation Cast Doubt

Congresso dos EUA rejeita...

÷ comentários recentes ÷

Você Ganhou um novo adepto do teu blog, gostei do ...
...pois, o ourives Luís Ferreira
Gente famosa é assim mesmo!
Não imaginava que estas situações fossem possiveis...
ainda não estou de volta, porque ainda estou "foca...
Estás de volta com as..."conchinhas"?
Parabéns pelo site!
a revolução começouwww.terrasonora-nunoviana.blogs...
÷ arquivo ÷

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

÷ feeds ÷
blogs SAPO
Fim da cena