Domingo, 06.09.09


Como era de prever o MNE da Suécia, Carl Bildt, cancelou a visita a Israel. As relações entre estes dois países estão ao rubro, em consequência da notícia de tráfico de orgão pelos israelitas publicada por um jornal sueco, que o governo se recusa a condenar, como é vontade de Israel. Avigdor Lieberman, MNE de Israel, já descreveu a posição oficial sueca como de "hipócrita".

Um alto funcionário do MNE Sueco chamou o embaixador de Israel, em Estocolmo, e informou-o que Bildt decidiu 'adiar' a visita, mas como nem sequer aventou uma data alternativa, aparenta ser um ad aeternum.

O assunto ainda vai fazer correr muita tinta, e provocar muita azia a Franco Frattini.

Hoje sou sueco.

link externo Haaretz   2009.09.04 / Swedish FM cancels Israel visit amid 'organ harvesting' controversy



ADzivo às 03:27 | link do post | comentar

Segunda-feira, 31.08.09
 

Franco Frattini, Ministro dos Negócios Estrangeiros de Itália [ Israel 2008, com um Kippah Haredi ]

 

Franco Frattini está a fazer pressão para que na reunião, que vai acontecer no próximo fim de semana, dos Chanceleres da UE, saia uma declaração conjunta que condene firmemente o anti-semitismo, e medidas de actuação contra qualquer sinal deste no continente europeu.

Itália como principal parceiro de Israel, na Europa, já conseguiu separar o progresso no processo de paz com a implementação do acordo da União Europeia com Israel. Agora vai fazer pressão para que uma suspeita jornalística, lançada por um jornal sueco, se transforme num assunto de estado da União Europeia.

Esta fantochada, que vai envolver Portugal, movida pelas crenças de Franco Frattini, vai acontecer no Conselho de Ministros, que está agendada para discutir a situação do Médio-Oriente. Uma boa manobra de distração para a questão da expansão dos colonatos judaicos, na Cisjordânia, já ter sido chutada para canto, por Obama, para a implementação do processo de paz.

Uma boa pergunta, nesta reunião, a Franco Frattini (na foto acima) seria -convidou Liebermen, aquando a sua visita a Itália no périplo europeu, a visitar uma Igreja?

link externo Haaretz  2009.08.31 / Following inflammatory article, Sweden to demand EU condemn anti-Semitism
link externo The Jerusalem Post  2009.08.31 / Bildt: No plan to condemn anti-Semitism
link externo ynetnews  2009.09.01 / Iranian reporter: Swedish article on IDF organ harvesting 'credible'



ADzivo às 14:10 | link do post | comentar

Sábado, 29.08.09

 


link externo Causa Nossa  2009.08.23
        O Descaramento


Ana Gomes transcreve excertos com que discorda num editorial do Avante, assinado pelo seu chefe de redacção.

Transpira que tanto o PS como o PCP podem tirar o cavalinho da chuva, porque se ela ganhar o desafio autárquico alianças com o PCP nem que a vaca tussa!!..

Sempre achei que esta diplomata tinha mais tomates que a generalidade do compadrio político português.
             _____________


link externo Haaretz 2009.08.28
        Why Lieberman took on Sweden


Lieberman ao acusar o governo sueco, alegando anti-semitismo e comparando-o ao governo que na II Guerra Mundial ignorou o Holocausto (imprecisão histórica=calúnia), empurrou os judeus suecos, que optaram por viver numa democracia, para uma armadilha e colocou-os, automaticamente, numa rota de colisão com a comunidade local. Um judeu jamais irá colocar-se contra Israel e outros judeus nunca!

Convém que os judeus não se esqueçam que muitos Europeus cristãos estão saturados, e a cagar-se para o epíteto de anti-semita, perante o que é comum ouvir-se em IsraHELL..."Fuck your fucking Jesus! We killed Him before and we will kill Him again”.

Defender os judeus espalhados pelo mundo não é apenas manter um refúgio seguro na hora de necessidade, ou organizar um transporte aéreo de emergência, quando a fome ou a guerra ameaçam. Significa diplomacia delicada, não esquecendo que as acções de Israel podem ter sérias repercussões para os judeus noutros países, quer os seus governos tenham ou não apoiado Israel.
             _____________

 

TIMOR: Justiça em rota de colisão com os interesses?

 


link externo ABC-Radio Australia News 2009.08.28
        Ramos-Horta rejects calls for war crime probe

link externo East Timor Law and Justice Bulletin 2009.08.29
        East Timor's lost opportunity

link externo East Timor Law and Justice Bulletin 2009.08.29
        East Timor: Solidarity Activists Press for Justice

link externo Irish Times 2009.08.28
        Timor Leste accused of forsaking justice for sake of reconciliation

link externo Emirates Business 24|7 2009.08.23 / Victims of East Timor atrocities still await justice

link externo BBC News 2009.08.27 / 'Still no justice' in East Timor



ADzivo às 07:15 | link do post | comentar

Terça-feira, 25.08.09


Necrópsia

Cara Mãe Palestina,

A IDF (Forças de Defesa de Israel) comunica-lhe que a morte do seu espécimen, foi provocada por uma bala proveniente da arma de um soldado das nossas forças, mas sem desrespeito do Protocolo II de emenda à quarta Convenção de Genebra.

Embora Israel não tenha ratificado o protocolo, os soldados voluntários da IDF honram-se de respeitar todas as convenções, estabelecidas pela comunidade internacional, relativa aos Direitos Humanos.

Neste contexto, foi efectuado a necrópsia cujo resultado estamos-lhe a comunicar. Mais se informa que os órgãos retirados, foram-no para evitar sujeitá-la ao incómodo de cheiros.

assinatura ilegível
     (Dr. Cohen, John Doe)

 

Há fumo sem fogo?

 

Altos cargos e porta-vozes israelitas já ultrapassaram a fasquia da reclamação, junto do governo sueco, contra o periódico sueco Aftonbladet, por este ter publicado uma reportagem link externo TLAXCALA em que é lançada a suspeita de que o exército de ocupação israelita (IDF) retira órgãos de palestinos mortos, para transplantes em pacientes judeus.

Donald Boström link externo Wikipedia sabia que as suspeitas que relatava eram graves, mas certamente estaria longe de pensar que o seu artigo, na última página num dos mais populares jornais suecos, iria provocar uma troca de galhardetes, sem precedentes, entre as diplomacias suecas e israelitas, para além das ameaças de morte que já recebeu.

foto: Donald Boström
O artigo não só lança a suspeita como mostra uma fotografia de uma vítima palestiniana, com uma larga costura desde o queixo ao abdómen.

A reportagem cita palavras da família de uma da vitimas que afirma "estarem a despojar os orgãos dos nossos filhos", e estabelece uma relação entre o tráfico ilegal de órgãos e o recente escândalo de corrupção , em New Jersey USA, em que estão implicados altos cargos (israelitas) e rabinos.

DB relata a existência de fortes suspeitas, entre os palestinianos, do tráfico de órgãos retirados aos seus jovens mortos pelos israelitas, e sugere que o Tribunal Internacional de Justiça de Haya deveria de ordenar uma investigação.

Testemunho: o exército de ocupação israelita matou um jovem palestino, num povoado da Cisjordânia, e depois retirou-lhe os orgãos. A vitima palestiniana foi identificada como Bilal Achmed Ghanan, de 19 anos. "Levaram-no num helicóptero militar e devolveram o corpo à família cinco dias depois. Quando a família preparava o corpo, para o funeral, reparou numa larga costura desde o queixo ao abdómen"

O anti-semitismo: Israel já nos habitou ao agitar dos fantoches de anti-semitismo, sempre que é questionada a actuação do seu exército, que exerce uma enorme influência política e legal em Israel, e que consegue resistir a investigações acerca das operações que leva a cabo na Cisjordânia, que violam de maneira flagrante o Direito Internacional, em especial o dos Direitos Humanos.

Precedentes: Em Janeiro de 2002 um ministro israelita admitiu tacitamente que órgãos retirados de corpos de vítimas palestinianas, podiam ter sido transplantados para pacientes judeus, sem conhecimento dos familiares das vítimas.

Nessim Dahan, ministro israelita, em resposta a Ahmed Teibi, membro árabe do Knesset [Parlamento de Israel], disse não poder negar com segurança que o exército tivesse retirado orgãos a crianças e jovens palestinos mortos, para transplantes ou para investigação científica. Crê-se que Ahmed Teibi tinha recebido provas credíveis que médicos israelitas do Instituto Forense L. Greenberg, em Abu Kabir, haviam extraído orgãos vitais como coração, rins e fígado aos corpos de jovens e crianças palestinianas mortas em Gaza e na Cisjordânia. Israel admitiu que os médicos do Instituto L. Greenberg, retiraram orgãos aos corpos de três jovens palestinianos, mortos pelo exército perto de Khan Younis. Dez dias depois os corpos foram devolvidos às suas famílias, porém haviam sido retirados os órgãos vitais e os olhos! Israel nunca levou a cabo uma investigação séria sobre este e outros incidentes relacionado com tráfico de órgãos, mesmo depois das suspeitas terem sido levantadas no Parlamento.

Numa entrevista à televisão, em 14 de Janeiro de 2002, o defunto dirigente palestino Yasser Arafat, perguntou, incomodado, porque se calava o mundo a este inqualificável comportamento dos israelitas, mostrando fotografias de corpos de crianças a quem haviam sido retirados orgãos.

Pouco publicitado, mas escandaloso, foi o roubo de orgãos a um escocês ocorrido em 1998. Alistair Sinclair morreu em circunstâncias misteriosas num calabouço do aeroporto Ben-Gurion, Tel Aviv. A família denunciou que ao corpo haviam sido retirados o coração e outros órgãos. As autoridades israelitas enviaram à mãe de Alistair, um coração e outros órgãos, que esta crê não terem pertencido ao seu filho.

Há fumo sem fogo? Porque é que quando questionado, o porta-voz militar israelita justificou-se que na década de 1990, as autópsias eram rotina para verificar se os palestinianos mortos em confrontos com soldados, o foram em acção e de acordo com as suas ordens e regras de engajamento. ?!?Ordens e regras de engajamento numa autópsia?!? Poupem-me!!..

Farpas

 

A exigência dos israelitas, para que o governo sueco condene oficialmente o referido artigo, é verdadeiramente absurda, pelo simples facto de que na Suécia, um dos poucos países com legislação contra o anti-semitismo, a liberdade de expressão é sagrada!!..

As habituais gaff e exageros verbais de Liebermen, já estilhaçaram e os suecos já retribuíram que Liebermen ainda pensa em moldes da União Soviética, onde ele nasceu (Moldávia), e que o exagero verbal, nas suas alegações acerca da recusa do governo sueco na condenação e do alegado silêncio durante o Holocausto, deverá de ser mais da ideologia racista de Yisrael Beiteinu, que ele partilha, do que a politica externa de Israel.

Entretanto os fervores 'anti' estão, sem qualquer estranheza e como habitual, mais localizados em Israel do que nos propalados anti-semitas. Numa petição online milhares de israelitas pretendem boicotar a cadeia de lojas de móveis sueca IKEA.

O MNE da Suécia, Carl Bildt, tem (tinha?) agendada uma visita a Israel para 10 de Setembro. Liebermen pondera se cancelar a visita, se permitir a visita mas não autorizar os funcionários israelitas a tratar de outro assunto que não seja o da condenação oficial do artigo. De qualquer forma as credenciais para imprensa sueca poder cobrir a visita, ao que parece, estão a ser recusadas.

Dado a Suécia estar a assumir a Presidência da UE, deveria de cancelar a visita a Israel. Como europeu dou-lhes o meu apoio, e vou já começar a fazer boicote a Israel. Não compro mais amendoins de lá!

             _____________

 

Estranhos de Passagem
tradução TLAXCALA de 'Våra söner plundras på sina organ' tradução TLAXCALA de 'Våra söner plundras på sina organ'  2009.08.20 | Donald Boström
        Our sons plundered for their organs

link externo Debka files  2009.09.03 | DEBKAfile Exclusive Analysis
        Israel and Sweden: An unnecessary diplomatic crisis

link externo Haaretz  2009.08.24 | Assaf Uni
        Israel gave IDF organ harvesting claims center stage

link externo Haaretz  2009.08.24 | Tom Segev
        Lieberman wrongly stirring scandal over Sweden article

link externo Haaretz  2009.08.23 | Adi Dovrat and Irit Rosenblumev
        Thousands of Israelis petition to boycott Sweden IKEA

link externo Haaretz  2009.08.23 | Adi Dovrat and Irit Rosenblumev
        Israel denounces Sweden's silence on IDF organ...

link externo The Internet Movie Database  2002 | Dirty Pretty Things

link externo Blockbuster  2004 | Estranhos de Passagem
             Um filme estranho e perturbante, de Stephen Frears, que se desenrola numa Londres invisível para os turistas, onde tudo se vende.

 





WIKIPÉDIA
A enciclopédia livre

The siege on the Gaza Strip
Gaza crisis: key maps and timelinerecords that do not lie
btselem
Fórum Palestinaend the SIEGE ON GAZA
Aung San Suu Kyi - The Nobel Peace Prize 1991
Campaigning for Human Rights and Democracy in Burma70.000 CHILD SOLDIERS! MORE THAN ANY COUNTRY IN THE WORLD.
The Plight of the Afghan Woman
Afghanistan OnlineNeither the US nor Jehadies and Taliban
Tibet will be free

Free Tibet OrgThe Tortured Truth
Saramago
Nortadas

... como é possível que um euro tenha valor diferente se dispendido no Porto, Gaia, Matosinhos ou Maia ou gasto em Lisboa, Almada ou Amadora?

Porto

documentários

FRONTLINE-documentários em inglêsRECOMENDADOEURONEWS-documentários em português / Não há luz no fundo do túnel para o Médio OrienteEURONEWS-documentários em português / Os colonatos ilegais na CisjordâniaEURONEWS-documentários em português / Ali Larijani: a dissuasão iranianaGod's Chariot Episode 1 Part 1God's Chariot Episode 1 Part 2God's Chariot Episode 2 Part 1God's Chariot Episode 2 Part 2

÷ tags ÷

threats










AMEAÇAS

ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS

LES MISC


÷ artigos recentes ÷

Suecos mandam Israel joga...

Itália: Judas Iscariotes ...

GPS  2k90829  07:15

Dirty Pretty Things

÷ comentários recentes ÷

Você Ganhou um novo adepto do teu blog, gostei do ...
...pois, o ourives Luís Ferreira
Gente famosa é assim mesmo!
Não imaginava que estas situações fossem possiveis...
ainda não estou de volta, porque ainda estou "foca...
Estás de volta com as..."conchinhas"?
Parabéns pelo site!
a revolução começouwww.terrasonora-nunoviana.blogs...
÷ arquivo ÷

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

÷ feeds ÷
blogs SAPO
Fim da cena