Quarta-feira, 11.11.09

Halloween em Jerusalém
Benjamin Netanyahu mascarou-se de pacificador, para se apresentar ao lado de Hillary Clinton, no Halloween de Jerusalém.

Enganou-se na data!!..

Devia-o ter feito no Carnaval, e evitava a "estranheza geral perante o gesto".


FILHADAPUTICE 1-0 GOYIM

 

Hospital de Al Quds
Israel bombardeou o Hospital de Al Wafa, o Hospital de Al Fata (Al Wia'm), e o Hospital de Al Quds. Este último, sob cerco por tropas israelitas, sofreu um ataque com fósforo branco!!..

Somente à dois meses é que Israel concedeu a autorização para que o Hospital de Al Quds, em Gaza, destruido no Chumbo Fundido, possa ser reconstruído!!..

Esta "autorização" foi concedida a título de "gesto humanitário".

FILHADAPUTICE 2-0 GOYM

 

clinicas médicas móveis e ambulâncias destruidas pelo ataque israelita
Treze equipes médicas foram mortas e vinte e duas foram feridas quando assinaladas em serviço.

Quinze ambulâncias danificadas e sete destruidas, idebidem.

Doze unidades de saúde sofreram danos directos ou inderectos, através dos bombardeamentos israelitas.


FILHADAPUTICE 3-0 GOYIM

 


P: Quem são as vítimas da Operação Chumbo Fundido?
R: Os israelitas!

Os crimes de guerra são o relatório de Goldstone, os debates na ONU, a Amnistia Internacional, a Human Rights Watch, B'Tselem, os soldados do Breaking the Silence - esses para muitos é que é um crime contra as vítimas do holocausto.

Os seguidores das vítimas do holocausto, de há 64 anos, sabem que vitimização é poder. Vitimização é liberdade. Não se pode pedir a uma vítima que se contenha. Uma vítima a lutar pela sua sobrevivência não pode ser acusada de abusar do seu poder, porque, afinal, está de costa para a parede e desesperada.

Os seguidores dos seis milhões de vítimas, do holocausto, acham que não podem ser culpados por serem descendentes das maiores vítimas que o mundo já conheceu. Lutam pela sua sobrevivência.

É isto o que eles dizem a eles mesmo, e ao mundo, para justificarem a sua atitude em Gaza. Os 6 milhões de judeus impotentes, vítimas às mãos dos nazis, estão inocentemente envolvidos nos abusos de poder dos sionistas.

A feroz intervenção israelita em Gaza deixou um rasto de destruição. Milhares de palestinianos - 20.000 estimados pelas ONU - estão a viver em barracas, porque Israel, com o seu bloqueio, não deixa passar o cimento necessário para a reconstrução, argumentando que as matérias primas podem ser utilizadas pelos terroristas.

Transfomaram Gaza num caso humanitário, mas Israel é que é a vítima de Gaza.

Palestinianos? Sofrimento? De que é que o mundo está a falar?

Afinal Israel deixa que eles comam, não deixa?

FILHADAPUTICE 4-0 GOYIM

 


THE KING'S TORAH

O livro foi publicado esta semana, com a co-autoria do rabino Yitzhak Shapira, considerado uma autoridade espiritual, entre os judeus mais radicais nos territórios ocupados na Cisjordânia, e está a receber o apoio de figuras proeminentes da direita religiosa.

A publicação do livro, reflete uma crescente antipatia em relação aos palestinianos, entre os judeus que vivem nos territórios ocupados

Michael Warschawski, o fundador da Jerusalem Alternative Information Centre, é da opinião que o pensamento no livro é bastante difundido entre os colonos. Um número substancial deles têm uma filosofia profundamente racistas contra qualquer não-judeu, e, mais concretamente, contra os árabes. "É um livro racista que em qualquer outro país levaria o procurador-geral a abrir uma investigação contra os autores", disse.

No livro o rabino não se coíbe de pedir o assassinato de qualquer não-judeu que possa ameaçar o Estado de Israel. "Em qualquer lugar, onde a presença de um gentio ponha a existência de Israel em perigo, é permitido matá-lo ... mesmo que não seja totalmente culpado da situação criada. As crianças e bebés não devem ser isentas desse destino. Elas vão crescer, e enfrentar-nos. Podem também ser alvo, como meio de pressão".

FILHADAPUTICE 5-0 GOYIM

 


NOT SO FAST

Ehud Barak, aka Bonaparte, não é o único adepto de que as casas de "terroristas" devem ser destruídas por buldozer, a fim de dissuadir potenciais terroristas. O Ministro da Segurança Interna Yitzhak Aharonovitch, partilha do mesmo espírito de acção.

O colono judeu americano Yaakov (Jack) Teitel, está a ser julgado por crimes terroristas efectuados ao longo dos últimos 12 anos, reflexo do fechar de olhos das autoridades israelitas para com a escalada de violência dos colonos judeus contra os palestinianos. Teitel só foi detido quando no seu curriculum de terrorista passou a constar sangue judeu.

Num país em que a lei é diferentemente aplicada para os israelitas judeus e para os israelitas árabes, a demagogia sionista transpira, a grande fedor, quando Aharonovitch passou a batata quente para Barak.

"O ministro (Aharonovitch), como a pessoa encarregada das autoridades policiais, não encontra nenhuma diferença na gravidade do crime, devido à origem do perpetrador. O ministro trata qualquer assunto de segurança, criminal ou moral de forma similar. No que respeita à demolição de 'casas de terroristas', o assunto está nas mãos do Ministério da Defesa (Barak)".

Evitar justificar a razão pela qual as suas escavadoras não entraram em acção, é o que Barak tem feito, como o diabo foge da cruz!

FILHADAPUTICE 6-0 GOYIM

 


Yair Lapid link externo Wikipedia / link externo ynetnews, escreve muito mas dadas as voltas todas, vê as coisas da mesma forma a que a propaganda sionista nos habitou; condenar um acto de Israel, é anti-semitismo. Vejamos:
    .os 7000 palestinianos mortos nos 62 anos de confronto israelo-palestinianao, representam 2 horas no confronto que opôs os hutus aos tutsis,
    .a matança de crianças em Gaza foi um acto imoral e, "possivelmente" imperdoável. No entanto existe uma diferença entre erros trágicos que acontecem durante a guerra e a maldade indiscriminada do Islão.
    .no final a diferença entre os judeus e os outros resume-se a que, os judeus podem apagar os outros da face da terra, mas nunca o irão fazer. Os outros, sem capacidades para o fazer, não pensariam duas vezes.

Assim, propõe uma tática para lutar contra o novo anti-semitismo: processá-los!

Lapid não vê onde está a complicação. Cada jornalista que se refira a eles como "criminosos de guerra" ou "assassinos de crianças", precisa de saber que no dia seguinte, o jornal vai ser processado com uma acção judicial de milhões, em nome do estado de Israel.

Sit Lapid sit... (6-1)



link externo urban dictionary                      goy | s.m. | adj.
link externo The National  2009.11.10 / Israeli rabbi approves murder of non-Jews
link externo The Jerusalem Post  2009.10.28 / Rattling the Cage: Some victims we are
link externo ONU  2009.11.09 / As winter’s rigours descend on Gaza, UN calls on Israel yet again to open crossings
link externo ONU                  / GAZA refugee camp profiles
link externo The Jerusalem Post  2009.11.10 / Gaza needs construction material before winter
link externo Haaretz  2009.10.19 / Israel's Napoleon: Ehud Barak's lavish lifestyle under scrutiny in Israeli media
link externo Time  2009.11.03 / Accused Jewish Terrorist Jack Teitel
link externo ynetnews  2009.11.10 / Should Teitel's house be razed?
link externo ynetnews  2009.10.25 / Ignorant anti-Semites
link externo ynetnews  2009.10.30 / Just sue them
link externo BBC News  2009.01.23 / In pictures: My street in Gaza



ADzivo às 15:29 | link do post | comentar

Sexta-feira, 06.11.09

A Assembleia Geral da ONU aprovou, por larga maioria, uma resolução que pede a Israel e às autoridades palestinianas um inquérito credível sobre os alegados crimes de guerra cometidos no conflito de Gaza, no Inverno passado.

A resolução foi aprovada com 114 votos a favor, 18 contra e 44 abstenções. Os Estados Unidos votaram contra; a Rússia, França e Grã-Bretanha abstiveram-se. Portugal votou a favor.

O voto teve como base o relatório da comissão Goldstone, que acusa israelitas e palestinianos de crimes de guerra e possíveis crimes contra a Humanidade, em Dezembro de 2008 e Janeiro de 2009.

link externo ONU  2009.11.05 | General Assembly Urges Israel, Palestinians to Conduct Credible, Independent Investigations into Alleged War Crimes in Gaza




Quarta-feira, 04.11.09

Notável, a declaração que o congressista Dennis Kucinich (D-OH) link externo página oficial do congressista fez hoje no Plenário da Câmara sobre H. Res 867:


“Today we journey from Operation Cast Lead to Operation Cast Doubt. Almost as serious as committing war crimes is covering up war crimes, pretending that war crimes were never committed and did not exist.

“Because behind every such deception is the nullification of humanity, the destruction of human dignity, the annihilation of the human spirit, the triumph of Orwellian thinking, the eternal prison of the dark heart of the totalitarian.

The resolution before us today, which would reject all attempts of the Goldstone Report to fix responsibility of all parties to war crimes, including both Hamas and Israel, may as well be called the “Down is Up, Night is Day, Wrong is Right” resolution.

Because if this Congress votes to condemn a report it has not read, concerning events it has totally ignored, about violations of law of which it is unaware, it will have brought shame to this great institution.

How can we ever expect there to be peace in the Middle East if we tacitly approve of violations of international law and international human rights, if we look the other way, or if we close our eyes to the heartbreak of people on both sides by white-washing a legitimate investigation?

How can we protect the people of Israel from existential threats if we hold no concern for the protection of the Palestinians, for their physical security, their right to land, their right to their own homes, their right to water, their right to sustenance, their right to freedom of movement, their right to the human security of jobs, education and health care?

We will have peace only when the plight of both Palestinians and Israelis is brought before this House and given equal consideration in recognition of that principle that all people on this planet have a right to survive and thrive, and it is our responsibility, our duty to see that no individual, no group, no people are barred from this humble human claim.”
 


link externo página oficial do congressista   Congressman Brian Baird / Israel and Gaza Deserve Better than a Misguided Resolution



ADzivo às 20:19 | link do post | comentar

 

 



ADzivo às 20:02 | link do post | comentar

Quarta-feira, 28.10.09


Ed Koch
link externo The Atlantic   2009.10.26 / "Kasztner" Makes an Impact Once Again
              tradução integral do artigo

This brilliant documentary seeks to establish the hero status of Rudolf Kasztner. Kasztner successfully bargained with Adolf Eichmann to save the lives of approximately 1,600 Jews, who were transported out of Hungary to Switzerland, and an additional 19,000 Jews who were sent to work camps instead of death camps. Shortly before the end of World War II, Eichmann masterminded the killing of near 600,000 Hungarian Jews.

O rabino fundador da Satmar, Joseph Teitelbaum, foi salvo por Kasztner ao ser colocado no combóio para a Suíça. Quando convidado a comparecer no Tribunal de Justiça de Israel, a favor de Kasztner, recusou-se, dizendo que foi Deus que o salvou, e não Kasztner.



Shulamit Aloni
link externo ynetnews   2009.10.26 / Only Jews deserve dignity?
              tradução integral do artigo   Shulamit Aloni slams decision not to indict Border Guard officers who abused Arabs

Shulamit AloniOn a hot summer day, two Border Guard police officers walked around the holy city of Jerusalem without any particular mission. At one point they decided that it would proper to prove their authority and respectful position to themselves and to the Palestinians. The officers proceeded to nab two Palestinians, yelled at them, and demanded that they salute “their majesties” numerous times.




Shlomit Sharvit
link externo ynetnews   2009.10.19 / Art exhibit organizers: Look them in the eyes, Eli Yishai
              tradução integral do artigo   

racismo sionistaPiercing activism exhibit, 'Childhood in the Shadow of Deportation' presents photographed portraits of foreign workers' children whose future in Israel remains unknown. Exhibit organizers invite Israeli citizens, including Interior Minister Eli Yishai, to meet the children, to look them in the eye before their fate is decided.





Rabbi Michael Lerner
link externo Tablet   2009.10.01 / Tikkun's Interview with Judge Richard Goldstone
              tradução integral do artigo   Tikkun entrevista o Juiz Richard Goldstone

Richard GoldstooneGoldstone, as you will see in this interview, is a Zionist moderate who shares with Tikkun the view that Jewish values should be applied consistently, even if that means critiquing some of the behavior of some people in the Israeli army or even some of the policies of the State of Israel. And like Tikkun, he has been critiqued for being Anti-Semitic. Read this interview carefully and you will see how very cautious and balanced his statements are.


Country of My Skul (aka In My Country)
link externo The Internet Movie Database   2004 / Country of My Skull (aka In My Country)
link externo Blockbuster   2005 / Um Amor Em África
                         Em 1996, o Governo Sul Africano estabeleceu a Comissão Verdade e Reconciliação para investigar as violações dos direitos humanos sob o apartheid.

As audiências serviram como um fórum para os acusados de assassinato e tortura serem confrontado com as suas vítimas e, ao admitir sua culpa, ser concedida a anistia no Ubuntu, o costume nativo do perdão.
                                  

 



ADzivo às 01:06 | link do post | comentar

Sexta-feira, 23.10.09
Operation Cast Lead

[ 2009.01.18 GAZA - Iqbal Tamimi Photo / Palestinian Mothers ]


link externo McClatchy Newspapers   2009.04.22 / Israeli military blames civilian deaths on 'errors'



ADzivo às 04:38 | link do post | comentar

Sexta-feira, 16.10.09

O Conselho dos Direitos Humanos acusou Israel e o Hamas de crimes guerra.

A ONU vai ter que controlar, agora, se Israel e o Hamas vão conduzir investigações credíveis. Caso tal não venha a acontecer o Conselho de Segurança da ONU, deverá conduzir as acusões para o Tribunal Penal Internacional.

ACHAM??!!..

E o veto do PRIMO SAM?

UPDATE
... FAVOR: China, Russia, Egypt, India, Jordan, Pakistan, South Africa, Argentina, Bahrain, Bangladesh, Bolivia, Ghana, Indonesia, Djibouti, Liberia, Qatar, Senegal, Brazil, Mauritius, Nicaragua e Nigeria
... CONTRA: EUA, Italia, Holanda, Hungria, Slovakia e Ukraine
... ABSTENÇÃO: Bosnia, Burkina-Faso, Cameron, Gabon, Japan, Mexico, Norway, Belgium, South Korea, Slovenia e Uruguay.


link externo this is cnn   2009.10.16 / U.N. rights council backs Gaza 'war crimes' report
link externo Público  2009.10.16 / Conselho dos Direitos Humanos aprova relatório sobre crimes cometidos Gaza




Terça-feira, 13.10.09

Afinal sempre temos sessão do Conselho dos Direitos Humanos, para apreciação do relatório Goldstone. A 12ª sessão extraordinária do Conselho vai ter lugar em Genebra, na quinta-feira, e poderá durar dois dias. O pedido da Autoridade Palestiniana é co-patrocinado por 18 países, sendo que alguns são aliados vizinhos, com quem Israel tem acordos de paz, nomeadamente o Egipto e a Jordânia. China é o país "mais pesado" do conjunto.

Os palestinianos, que estavam a pressionar a votação do relatório, no Conselho de Direitos Humanos da ONU, viram o Presidente Abbas concordar com um adiamento da votação por seis meses. A decisão, feita sobre pressão dos EUA, provocou fortes críticas em toda a sociedade palestiniana e causão estupefacção no mundo árabe.

Caso ocorra uma votação condenatória do Conselho, esta pode subir a orgãos superiores da ONU, que poderão determinar acusações de crimes de guerra, contra o Hamas e Israel.

Israel está a ter dificuldade em desacreditar o relatório, já que Goldstone é um jurista muito respeitado e o facto de Goldstone ser judeu, com um passado recheado de defesas de causas de Israel, complica ainda mais os argumentos de Israel.

Diplomáticamente as coisas também estão a complicar-se com os vizinhos. As complicações recentes no Monte do Templo, levou o Rei da Jordânia a tecer comentários algo azedos, e a um pedido de "moderação" nos comentários no Knesset, feito hoje pelo Ministro da Segurança Interna. Já ontem, na abertura da sessão de Inverno do Knesset, houve acesa discussão com Tzipi Livni a desferir duras críticas a Netanyahu. A posição turca de excluir Israel dos exercício aéreos da NATO, e a sua aproximação à Siria, não está a ser bem digerida pelos isrelitas.

Há que estar "apreensivamente atento" a manobras de diversão de Israel. O sul do Líbano está novamente na mira.

Esta imagem obtida na última visita de Barak a Inglaterra, pode tornar-se comum à chegada de israelitas à Europa.

Entretanto cerca de 1.000 processos alegando crimes de guerra pelos ministros e militares de Israel, já foram apresentados em todo o mundo. Advogados de direitos humanos estão a usar o princípio da jurisdição universal, em direito internacional, em processos por crimes de guerra, genocídio, tortura e crimes contra a humanidade.

A situação pode vir a tornar-se incomparavelmente pior, se do Conselho sair uma votação de condenação. Mas as tentativas de uma acção legal contra os israelitas no exterior já é antiga, já que se arrastam há mais de 25 anos, com uma acentuada falta de sucesso.

◊ 1982 na Bélgica contra Ariel Sharon, então ministro da Defesa, por seu papel nos massacres de Sabra e Shatila, no Líbano, deve ter sido a acção com o desfecho "mais curioso". O tribunal rejeitou as acusações, que incluiam crimes contra a humanidade, após os Estados Unidos ameaçaram mover a sede da NATO para fora de Bruxelas. Actualmente só é aplicado o principio de jurisdição universal, na Bélgica, apenas nos casos em que há um interesse distinto belga.

◊ 2009 Espanha. A pressão judaica sobre os legisladores leva a melhor, e o principio só passa a ser válido somente quando haja cidadãos espanhois envolvidos. Em consequência é arquivado um longo caso de crimes contra a humanidade pelos israelitas quando no ataque aéreo em Gaza 2002, que matou Salah Shehadeh, um líder do Hamas, junto com 14 civis, entre elas nove crianças.

O Reino Unido e os países nórdicos, onde os advogados de direitos humanos são particularmente agressivos, recusam-se a abandonar o princípio da jurisdição universal. Em consequência alguns Israelitas tem passado alguns amargos de boca.

◊ 2005 Londres. O general Doron Almog, ex-chefe das forças israelitas na Faixa de Gaza, recusou-se a desembarcar do avião da El Al, depois de ter sido alertado por diplomatas israelitas que a polícia britânica estava a prepara-se para o deter, por acusações de crimes de guerra.

◊ 2009 Londres.
                 ● O ministro da Defesa, Ehud Barak, é "salvo in extremis" pelo Ministério do Negócios Estrangeiros de Inglaterra, que evita a sua detenção ao alterar-lhe o estatuto da visita, que este estava a efectuar ao Partido Trabalhista para uma conferência em Brighton, de privada para visita oficial, podendo assim usufruir de imunidade diplomática, e escapar à detenção.
                 ● Benjamin Netanyahu planeou fazer-se acompanhar de 4 deputados, na sua última visita a Londres, para recolha de fundos(?), mas um não embarcou. Moshe Yaalon, tem mandados emitidos por grupos de direitos humanos por crimes de guerra.

Acabou-se o estado de graça. Israelitas que viajam sem protecção diplomática enfrentam, como nunca, a possibilidade de prisão, em muitos países em todo o mundo. Noruega, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda e Canadá, entre muitos.

link externo Público  2009.10.15 / Conselho dos Direitos Humanos deve aprovar amanhã relatório aos crimes cometidos em Gaza



ADzivo às 22:35 | link do post | comentar

Segunda-feira, 12.10.09

A Turquia não faz parte da União Europeia, mas faz parte da NATO, e já tinha mostrado a Bush que a opinião deles também conta, e agora voltaram-no a lembrar, aos mais distraídos, ao excluir a participação de Israel nos exercícios aéreos da NATO que teriam como parceiros Turquia, Israel, Itália, Holanda e USA. O exercício foi para o tinteiro.

Israel tem andado "estranhamente" a participar em exercícios aéreos no espaço NATO. Já este ano andou aqui perto, em Gibraltar(!), a exercitar-se.

A Turquia, era o principal parceiro Islâmico de Israel, mas tem-se mostrado extremamente agastada com a situação de Gaza, e os Israelitas, consciente da hostilidade, já perceberam que os laços existentes até agora com a Turquia, simplesmente esfumaram-se.

A crise pode tornar-se séria, devido ao estatuto de "Membro da NATO" da Turquia, e de esta se manter firme na sua acusação de Israel ter cometido genocídio em Gaza, e que os Israelitas devem ser julgados por Crimes de Guerra. Turquia é também um dos países que pretende um controle internacional das capacidades nucleares, bélicas, de Israel.

link externo Público  2009.10.15 / Série de ficção agrava tensão entre Israel e a Turquia
link externo Haaretz  2009.05.03 / IDF staged drills over Gibraltar, in preparation for Iran strike



ADzivo às 12:05 | link do post | comentar

Domingo, 20.09.09


Yair Lapid | 1ª parte do artigo
link externo ynetnews   2009.09.19 / We're no longer cool
               tradução integral do artigo  Sadly, we've been giving Israel-haters plenty of material to work with

We always had problems around here, but up until a few years ago we were still one of the coolest states on earth. When we would meet Americans and tell them we're from Israel, their immediate response would be "Wow." It wasn't always clear why they said it – because of the high-tech, the most beautiful girls in the world, the Entebbe Operation, the Six-Day War, the kibbutzim, Exodus, the Mossad, the oranges, or the fact that the feeble Jews suddenly got a tan and went to the beach.

Yet somehow, at some point in the last decade, it ended. You tell John Smith "I'm from Israel" while he drinks his beer and he gives you a foggy stare and says: "You've got quite a few problems there, man. Must be tough."

Because we are no longer cool. Everything that used to be funny has become problematic...That Israeli guy who arrived in New York with $10 in his pocket and became a millionaire is currently suspected of real-estate fraud and is wanted in six states... Instead of exporting irrigation systems to Africa, we sell weapons to the worst regimes on earth.

And in response we complain and show anger, while referring to them as "anti-Semites," which of course worsens the situation because there is nothing less cool than whining...

...After all, there is no Israeli who does not cringe when we kill (by mistake, damnit, by mistake) children in Gaza, yet when someone writes about it in Newsweek we become deeply offended. Because we hoped they won't see it, that this is inside information, and that nobody will notice it in a world of a thousand television stations and a million websites.

 


Eitan Haber
link externo ynetnews   2009.09.17 / Israel must fight back
               tradução integral do artigo  In wake of Goldstone Report, Israel must launch battle for its image

The immediate, almost instinctive, response to the Goldstone Report on the IDF’s war crimes is something along the lines of “go to hell,” or alternately, a polite invitation to kiss our rear-end.

Come on: We see a UN commission comprising half a dozen gentiles headed by a South African Jew charging IDF troops with a series of war crimes during Operation Cast Lead. As if this was the first war ever and as if IDF troops are cruel thugs who pinned several Palestinian scalps on their belts every day – and the more the merrier.

Under different circumstances we would not hesitate to characterize this report as a document with anti-Semitic aims, and the fact that a Jew is one of its authors does not undermine the severity of this charge. The opposite may be true.

Well, war is not a game of bridge at the club. In many situations in life, actions have unintended consequences. In war, this means people die.


Na segunda guerra mundial morreram mais de 56 milhões de pessoas, sendo que 5 milhões eram judeus. Na verdade o verdadeiro Holocausto foi a totalidade das baixas registadas, que inclui os "gentios".

 

We already noted that the report is disgraceful, one-sided, and does not merit a decent response, and we already invited its authors to go to hell...

We can propose that the UN, its institutions, and the committee in question go ahead and “kiss our…,” and move on.

Why should we care about the report? But we should deeply care about it. Slowly, the terrible image will overcome us in the international arena. And then, not only senior IDF officers will be banned from entering London. We also won’t be able to travel anywhere. This will be something the Israeli public will not put up with.

 





WIKIPÉDIA
A enciclopédia livre

The siege on the Gaza Strip
Gaza crisis: key maps and timelinerecords that do not lie
btselem
Fórum Palestinaend the SIEGE ON GAZA
Aung San Suu Kyi - The Nobel Peace Prize 1991
Campaigning for Human Rights and Democracy in Burma70.000 CHILD SOLDIERS! MORE THAN ANY COUNTRY IN THE WORLD.
The Plight of the Afghan Woman
Afghanistan OnlineNeither the US nor Jehadies and Taliban
Tibet will be free

Free Tibet OrgThe Tortured Truth
Saramago
Nortadas

... como é possível que um euro tenha valor diferente se dispendido no Porto, Gaia, Matosinhos ou Maia ou gasto em Lisboa, Almada ou Amadora?

Porto

documentários

FRONTLINE-documentários em inglêsRECOMENDADOEURONEWS-documentários em português / Não há luz no fundo do túnel para o Médio OrienteEURONEWS-documentários em português / Os colonatos ilegais na CisjordâniaEURONEWS-documentários em português / Ali Larijani: a dissuasão iranianaGod's Chariot Episode 1 Part 1God's Chariot Episode 1 Part 2God's Chariot Episode 2 Part 1God's Chariot Episode 2 Part 2

÷ tags ÷

threats
AMÉRICAS

ÁSIA-PACÍFICO

ÁSIA (Sul)

EUROPA

MÉDIO ORIENTE

AMEAÇAS

ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS

LES MISC

todas as tags
÷ artigos recentes ÷

Gestos e goleadas

O céu a cair-lhes na cabe...

Operation Cast Doubt

Congresso dos EUA rejeita...

GPS  2k91028  01:05

No Comment 2k91023

O céu a cair-lhes na cabe...

O céu a cair-lhes na cabe...

Atenção aos Otomanos

GPS  2k90920  02:15

÷ comentários recentes ÷

Você Ganhou um novo adepto do teu blog, gostei do ...
...pois, o ourives Luís Ferreira
Gente famosa é assim mesmo!
Não imaginava que estas situações fossem possiveis...
ainda não estou de volta, porque ainda estou "foca...
Estás de volta com as..."conchinhas"?
Parabéns pelo site!
a revolução começouwww.terrasonora-nunoviana.blogs...
÷ arquivo ÷

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

÷ feeds ÷
blogs SAPO
Fim da cena